Home Reflita Daniel (hb) Deus Julga!
Daniel (hb) Deus Julga! PDF Imprimir E-mail
Índice do Artigo
Daniel (hb) Deus Julga!
Pagina 2
pagina 3
pagina 4
pagina 5
Todas as Páginas

O que vem a ser... Tempo trabalhoso?

Apostasia?
Final de tudo?

Principio das dores? Nossa...que pensamento terei sobre isso?

Afinal em que tempo estamos vivendo?
Hoje em 2016 a igreja sofre coma a globalização ou a era da Tecnologia avançada e avançando consideravelmente a cada dia.  No livro de Daniel podemos apurar pelo contexto que esses dias chegariam, mas nunca imaginamos o que aconteceria nesta previsão bíblica. Evangelizar por páginas sociais ou celulares... O que usarei?

E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará.(Dn 12:4)

Estaria a Bíblia mencionando que tempo?... os dias de hoje?

Será que estamos vivendo hoje os momentos trabalhosos que a Bíblia descreve?

Este livro narra fatos históricos por um período de seis anos nos 536 anos antes de Cristo, associado às profecias messiânicas e é considerado, o livro escatológico do antigo testamento, mas impressiona por ter tantas descrições de acontecimentos atuais como o versículo acima mencionado.

Deus é meu Juiz é o significado de Daniel em hebraico e porque não dizer que, Ele nos julga nos dias de hoje com maior frequência devido à ciência ter se multiplicado tanto?

Por que para Daniel Ele manda cerrar o livro , ou seja, Daniel estava livre da explosão demográfica e da tecnologia extraordinária que experimentamos no presente século!  Para cada dia já basta o seu mal e como os dias passam muito depressa o mal é cada vez mais menos combatido e quando pensamos nele já aconteceu o pior é que estamos amontoando mal sobre mal devido à grande velocidade do tempo.

Como trabalhar e onde podemos buscar provas disso, senão dentro da própria igreja evangélica entre os evangélicos. Os sinais estão à nossa volta sentados nos bancos da igreja. Ouve-se mais murmuração do que testemunho de crescimento espiritual.

Deus disse a Daniel para cerrar o livro, ou seja, este conhecimento para ele era o suficiente, porque com pouco ele soube adorar , mas Deus estava anunciando que num futuro bem próximo com muito em tecnologia não haveria mais amor , fé e principalmente conhecimento algum.

2015, ou mais precisamente, dois mil, quinhentos e cinquenta e um anos depois, estamos experimentando terrivelmente dentro de nossas igrejas, por mais que se faça uma propaganda positiva dela, os membros estranhamente se rebelam depois de algum tempo de frequência, ou seja estamos olhando para o cumprimento desta profecia. Talvez a facilidade e a falta de perseguição tem formado cristãos muito frios, melindrosos e egocêntricos.

O Messias veio e anunciou, foi e se cumpriu tudo nele , ou seja esta e tantas outras profecias sobre os dias de hoje estão esmagando os sentimentos por Cristo, ou seja confundindo Jesus com tudo que ganhamos com a multiplicação da ciência.  Fazemos faculdades, nos preocupamos com o MBA  e até nos pronunciamos como doutorandos,  uma necessidade de manter a nossa existência somente em cima dessas coisas passageiras. Pastores hoje são cargos baixos diante de tantas coisas criadas para intitular o ego dos que buscam posições de honra e destaque dentro de igrejas e nos esquecemos de ser a igreja prudente que vive com o pouco e necessita óleo derramado do alto. As conversões genuínas são cada vez menos confirmadas e o chamado confundido com negócio.

Seria a ciência a culpada de tudo isso?

Tecnologia facilita a vida e o conhecimento é bom, mas será que estamos prontos para esta benção que Deus nos deu para vivermos melhor, ou andamos a beira do vale da sombra da morte do verdadeiro conhecimento e já não há mais cajado que nos console em ficar dentro de uma igreja sendo simples servos gratos. Será que Deus não estaria prevendo a apostasia por demasia de conhecimento e soprou em desabafo no ouvido de seu fiel servo? Por falar em sussurrar no ouvido, afirmamos que Deus fala conosco a quem pregamos e isso deixa dúvida hoje para quem ainda não se converteu pelo  seguinte:

Se fala mesmo, pensa o ouvinte, então não praticam, ou seja, não ouvem, pois praticam muitas coisas estranhas e falam coisas horríveis e o pior, que nem passa pela cabeça deles que a bíblia diz que o reino de Deus não é bebida , nem comida. Chegamos ao cúmulo de colocarmos palavras na boca de Deus como se Ele falasse a maioria dos enganos proclamados de cima do púlpito. O mesmo Deus que diz que o reino dEle não é comida e bebida fala o tempo todo de dinheiro...estranho? Onde fica o buscar seu reino e justiça e não se preocupar com o restante que Ele promete acrescentar, ou seja medida determinada como no Êxodo, maná controlado para suprir necessidade e não promover farturas.

Onde estão as igrejas de hoje? Eu diria que estão em extinção, pois apesar de sermos muitos evangélicos estamos em poucas igrejas que ouvem de fato o que o Espírito Santo diz.

Dividimos Deus em placas, cortamos a videira e colocamos cada pedaço no lugar que queremos. A minha é melhor que a sua e assim seja! Somos um povo pedindo homens a reinar, pois escolhemos onde queremos ficar, nesta ou naquela igreja que mais nos agrada, sem se importar com o que Deus quer, ou seja nos tornamos num povo que escolhe Sauls no lugar de Deus e dizemos com louvor, eu sou de Paulo e o outro para dizer que está melhor que é de Apolo. Fazemos propagandas dos nossos Apolos, Paulos, Joãos e tantos outros, como que competindo ministerialmente...orgulhando-se ao dizer :

Vem pra a minha que estou agora que é uma bênção...esqueceu que um dia você falou isso daquela que você saiu? Quantos pesos e medidas ainda acontecerão?  Quem ou o que é o problema?  Deus não pensa assim!!!

Neste conceito é Deus que deve fazer o que nós queremos para que desejemos estar em sua presença... Crentes que põe um pé no evangelho e depois não  lembram se estão entrando ou saindo! Quem deve ser a maravilha, sua igreja cheia de lideres e povo que te satisfaça ou Jesus?

O servilismo e ativismo religioso confunde o arrepender-se e praticar as palavras de Jesus Cristo!  Nasce uma igreja da divisão da outra e há povo para isso...será que Deus aprova? Fazer alguma coisa sobre isso Ele não fará, porque como poderia julgar, condenar ou salvar se a escolha não for livre de cada um?

Culto todo dia e cheio de atrações diferentes lotam igrejas.