Home Missões Antopologia e Cultura
Antopologia e Cultura PDF Imprimir E-mail

Mateus 28:18-20 “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.  Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!”

Encorajamento

Quais as aplicações de ordem missionária encontrada no texto?

- ide

- fazei discípulos

·         Conhecer a nação

·         Geográfica

·         Língua

·         Financeira

·         Teológica

·         Cultural

·         Alimentação

- batizando-os

·         Salvação em Cristo Jesus

·         Em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo

- ensinar

·         Continuar o evangelho – evangelização

·         Guardar todas as coisas

 

– Aplicação do trabalho missionário:

  Geográfico

  Financeiro

  Lingüístico

  Teológico

  Cultural

 

2 – Definições

I – antropologia = Antropos + logia(Homem + estudo)

 

Estudo do homem

Há dois ramos na área da teologia:

Antropologia – somática - estudo do homem como animal

Antropologia – social ou cultural - estudo que trata o homem com ser social

Ø  Etnologia : estudo do homem em determinada etnia / através da sociedade.

II – sociedade – é um agregado mais ou menos permanente, relativamente grande e estável, de pessoas que convivem ou trabalham juntas, compartilhando um sistema de valores e significados.

Ex. Igreja, escola, “república” de estudantes ...

III – Cultural - é um sistema compartilhado de crenças, valores, costumes, comportamentos e artefatos que os membros de uma sociedade aprende e usam para lidar uns com os outros e com o universo.

Em uma sociedade todos os valores da cultura na maioria das vezes são comuns. Porém em algumas sociedades torna-se estranho tal cultura.

Definição secular da cultura:

- primitiva – é aquela que desenvolve meio rústico de sobrevivência; valendo- se da caça, pesca, e outras formas artesanais, a religião e herdadas pelos jovens sem questionamento.

- civilizada – é aquela que alcançou certo grau de desenvolvimento industrial, econômico, religioso e social.

Podemos analisar que determinada sociedade é primitiva ou civilizada, porém deveremos levar em conta o que é primitivo ou civilizado em determinada cultura, por exemplo na tribo indígena tem grau primitivo e o civilizado como fato de saberem preservar a natureza, melhor que muitas sociedades “civilizadas”.

As necessidades básicas dos seres humanos são as mesmas para todas as sociedades. Há divergências culturais, entretanto, quanto à maneira de satisfazê-las, ou seja, os meios de utilizá-las que diferem.(Como / o quê / que forma)...As necessidades são: (Ler apostila - definições)

1)    Metabolismo – alimentação , substância

2)    Reprodução – deixar descendência

3)    Segurança – armas para proteger, sobreviver de outras sociedades ou animais

4)    Conforto físico – privacidade, pudor, dormir, tudo que é necessário ao repouso

5)    Movimento – dança, esportes, tendo ou não tecnologia de locomoção. Carro x Cavalo

6)    Crescimento – casamento, aniversário, debutantes, velório , todos os povos comemoram eventos significativos nas vidas dos indivíduos

7)    Saúde – diagnóstico próprio de cada sociedade; tipos homeopáticos, curandeiros, ou médicos.

8)    Religião – todos os povos tem uma consciência da divindade, todos de alguma forma buscam agradar a um deus.

                                   Perguntas que o homem tenta entender:

Quem sou eu ?

De onde eu venho?

Para aonde eu vou?

Porque existo?

Podemos dizer ,então, que o papel da antropologia cultural no trabalho missionário transcultural é ajudar o missionário à outra cultura na medida em que começa a entender a sua própria cultura.

Exemplo no Brasil:

Metabolismo – feijão/ arroz

Reprodução – casamento monogamia

Segurança – alarme

Conforto físico – cama / fogão

Movimento – carro

Crescimento – aniversário- presente

Saúde – vacinação / preventiva

Religião – vários deuses

A função da cultura:

o   Valores

o   Costumes

o   Comportamento

o   Crenças

Os costumes divergem em relação às maneiras de satisfazerem as necessidades básicas. Há dois fatores que explicam a razão das

diferenças:

Evolução: nova

História: antiga

Evangelismo; escolha da religião

Catolicismo imposto

Jornada de trabalho 8hs

Jornada de trabalho + de 12hs

Fatores que evoluímos

Fatores que herdamos

Foram inseridas, computador, celular...

 

ETNOCENTRISMO – “É a atitude de que podemos julgar uma outra sociedade os seus costumes no contexto da nossa própria cultura.” No primeiro contato com outra cultura acha que é inferior a sua.

ETNOCONHECIMENTO – é o conhecimento adquirido pelo indivíduo em sua vivência na sua cultura materna (cultura onde nasceu).

FOCO CULTURAL – É tudo aquilo que em determinada cidade é destaque. Ele indica os valores e prioridades de uma sociedade.

Ex. futebol no Brasil, influência cultural

Exemplos de focos culturais:

- Na Bíblia : “O povo de Deus foi chamado de rebanho, e os desviados de ovelhas desgarradas, o Salvador do Bom Pastor”. Por causa dos hebreus antigos serem pastores de ovelhas.

- Para os esquimós a neve é um tema importante, eles, distinguiram 26 tipos deferentes de neve.

- Nos EUA a tecnologia é uma tema proeminente.

- etc

Para missão o importante e conhecer o foco cultural de cada sociedade, para poder aplicar o evangelho adequado. O foco cultural é instrumento do evangelismo.

Os valores culturais

“Aos valores compartilhados pelos membros de um determinado grupo chamamos de valores culturais. É o que importa para eles, uma idéia ou atividade que recebe prioridade entre as diversas alternativas que a cultura lhe oferece. Em grande parte, os valores são implícitos e formam os vínculos do raciocínio do grupo. Por isso provocam desentendimentos com pessoas de outros valores culturais, também quase inconscientes ou axiomáticos (evidente).”

Valorização de alguns pontos da cultura são mais enfatizados, para que não tomamos atitudes erradas na evangelização, colocando o que é relevante para cada sociedade.

            O que é missão? Mt. 28:19-20 “Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome       do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado;...”

- trabalho a ser realizado;

- ordem a ser cumprida;

- missão integral – trabalho realizado num contexto geral na vida do homem.

Missões – é a obra de Deus dada à Igreja que, seguindo o exemplo de Cristo, proclamam por palavras e ações o Reino de Deus.

Missões transculturais – é a proclamação de todo o evangelho de Jesus, ultrapassando fronteiras geográficas, culturais, lingüísticas, religiosa e políticas de modo comunicativo e suficientemente aplicável.

- O grande fator é colocar um evangelho que possa entender em uma sociedade, para que venha a continuar a evangelização

- O objetivo do missionário é deixar o campo missionário, formando uma igreja deixando pessoas tomando conta – igreja independente. Essas pessoas são os nativos do local, eles são propícios a continuarem o evangelho por saberem o foco cultural.

 

Estratégias de adaptação - Enfatiza a importância de conquistar a confiança da comunidade, para que o povo nos aceite, e para que isso aconteça, precisamos aceitá-los como são.

A auto-aceitação é uma condição prévia para podermos aceitar os outros.

18 / 05/ 03

CHOQUE CULTURAL – é o impacto em que o missionário tem que se adaptar (campo missionário) em outro ambiente cultural. “É uma experiência desagradável que resulta da perda dos pontos de referência cultural e provoca reações de ansiedade, irritação, e mal estar psicológico”.

Três fases do trabalho transcultural (ultrapassando a barreira cultural) :

1 – é a chamada lua de mel com a nova cultura;

·         fica maravilhado com o país , pensando ser divertido achando tudo interessante.

2 – choque cultural.

·         o impacto é muito grande chegando, às vezes, a procurar tratamento médico ou até mesmo deixar o campo missionário. Alguns deixam o choque cultural e começam o trabalho.

O choque cultural pode ser intenso ou não , mas todos experimentam o choque cultural, inclusive os mais espirituais. Cerca de 90% dos missionários que voltam do campo durante o choque cultural nunca se recuperam (ou seja, tem aversão a missão).

O processo de adaptação, e começar aceitar, e entender, o porquê das coisas colocando-se na cultura de determinado povo para assim respeitá-lo.

3 -  Dois desfecho

 - Aculturamento

      assimilar a cultura / suportar

- Frustração

      não aceitar a cultura / conflitos internos

25/05/03

Passos para suportar a choque cultural

1.    Não fazer de sua moradia um lugar de refugio

2.    Não “transformar” o seu companheiro interprete cultural e procurar entender a língua e não ficar  acomodado. Busque experiência.

3.    Ande dentro dos limites da circunferência cultural (fique dentro do lugar)

4.    Mantenha-se aberto aos novos costumes e sistemas, (aberto às novidades) algumas coisas darão risadas outras não.

5.    Simplesmente experimente (tipo a mandioca a que as índias mastigam e depois deposita num recipiente para fermentar para fazer um tipo de bebida)

6.    Não tenha medo de errar

7.    Aprenda a língua diariamente a chave para não ter o choque cultural é aprender – comunicação com o povo e também conceito cultural.

8.    Não faça comparação

9.    Simplesmente use

10. Passe pelo menos 4 horas por dia com o povo

11. Tenha senso de humor – riam com eles em qualquer situação

12. Não seja exigente demais consigo mesmo...não se irrite se esforce a aprender.