Home Estudos Bíblicos Termos Bíblicos para a Salvação
Termos Bíblicos para a Salvação PDF Imprimir E-mail


Rm 1.16 “Não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder

de Deus para a salvação de todo aquele que crê...”

 

Deus nos oferece livremente a vida eterna em Jesus Cristo, mas às vezes nos é difícil compreender o processo exato usado para torná-la disponível a nós. Por isso, Deus apresenta na Bíblia vários aspectos da salvação, cada um com sua ênfase exclusiva. Este estudo comenta três destes aspectos: a redenção, a justificação e a salvação. Nos deteremos mais detalhadamente no último aspecto.

REDENÇÃO. O significado original de “redenção” (gr. apolutrosis) é resgatar mediante o pagamento de um preço. A expressão denota meio pelo qual a salvação é obtida, a saber: pagamento de um resgate.

O preço pago para nos libertar da escravidão do pecado (Rm 6.6; 7.14) e do domínio de Satanás (At 10.38; 26.18) foi o precioso sangue de Cristo, que foi derramado e sua vida oferecida em resgate (Mt 20.28; Mc 10.45; 1Co 6.20; Ef 1.7; Tt 2.14).

JUSTIFICAÇÃO. A palavra justificar (gr. dikaioo) significa ser “justo” (ou reto) diante de Deus (Rm 2.13), tornado justo (Rm 5.18,19), “estabelecer como certo” ou “endireitar”. Denota estar num relacionamento certo com Deus, mais do que receber uma mera declaração judicial ou legal. Deus perdoa o pecador arrependido a quem Ele tinha declarado culpado segundo a sua lei e condenado à morte eterna.

A Justificação diante de Deus é uma dádiva (Rm 3.24; Ef 2.8). Ninguém pode justificar-se diante de Deus guardando a lei ou fazendo boas obras (Ef 2.8,9), “porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Rm 3.23).

A justificação diante de Deus provém da “sua graça”, sendo obtida mediante a fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador (Rm 3.22, 24; 5.1)

SALVAÇÃO. Salvação (gr. sotéria) significa “livramento”, “chegar à meta final com segurança”, “proteger de danos”. Já no AT Deus revelou-se como Salvador de seu povo (Êx 15.2; Sl 27.1; 88.1; Is 53.5). A salvação é descrita na bíblia como o “caminho”, ou a estrada para a comunhão eterna com Deus (Mt 7.14; Mc 12.14; Jo 14.6; At 16.17; 2 Pe 2.21). Esta estrada deve ser percorrida até o fim.

Cristo é o único caminho o Pai (Jo 14.6; At 4.12). A salvação nos é concedida mediante a graça de Deus, manifesta em Cristo Jesus (Rm 3.24). A salvação é baseada na morte de Cristo (Rm 3.25; 5.8), sua ressurreição (Rm 5.10) e sua contínua intercessão pelos salvos (Hb 7.25).

A salvação, inclui a experiência pessoal na qual nós, como crentes recebemos o perdão dos pecados (At 10.43; Rm 4.6-8), e passamos da morte espiritual para a vida espiritual (1 Jo 3.14; Ap 2.11); do poder do pecado para o poder do Senhor (Rm 6.17-23), do domínio de Satanás para o domínio de Deus (At 26.18). A salvação nos leva a um novo relacionamento pessoal com Deus (Jo 1.12) e nos livra da condenação do pecado (Rm 6.23; 1Co 1.18).

Quando entregamos nossas vidas a Deus e recebemos sua salvação, o Espirito Santo passa a habitar em nós (Jo 16.13, 14; Ef 1.13,14), e a agir em nossas vidas (Gl 5.22,23).

Toda advertência, disciplina e castigo no tempo presente da vida do cristão tem como propósito preveni-lo a não perder a salvação eterna (1Co 5.1-13; 9.24-27; Fp 2.12, 16; 2Pe 1.5-11).