Home Estudos Bíblicos Demonologia à luz da Bíblia
Demonologia à luz da Bíblia PDF Imprimir E-mail
Índice do Artigo
Demonologia à luz da Bíblia
Pagina 2
Pagina 3
Pagina 4
Pagina 5
Pagina 6
Pagina 7
Pagina 8
Todas as Páginas

Introdução

Alguns afirmam que não existe tal seres, os demônios; mas depois de observar-se o mal que existe no mundo, é lógico que se pergunte: Quem continua a fazer a obra de satanás durante a sua ausência, se é que não existe?

Mas a Bíblia também nos fala com freqüência da existência de demônios. As Escrituras nos dá claro testemunho da sua existência real em suas operações.

A origem dos demônios:

Alguns acreditam que os demônios são anjos que acompanharam satanás em sua rebelião contra Deus.

Uma parte deles foi lançada na escuridão, aguardando o julgamento, enquanto outra parte, sob o nome de demônios, estão servindo a satanás, o seu príncipe (Mateus 12:24). Os que assim pensam apóiam a sua opinião em (Mateus 25:41).

Outros acham que não se devem confundir demônios com os anjos caídos, mencionados em 2 Pedro 2:4 e Judas 6, porque de acordo com atos 23:8,9, existe uma diferença entre anjos e espíritos.

Os espíritos provavelmente nos acontecimentos associados à queda de satanás, tornaram-se maus, isto é, demônios.

A conclusão é que a própria Bíblia não define de uma maneira clara a origem dos demônios. Por isso não devemos dogmatizar sobre um assunto que a própria Palavra deixou no santuário das coisas não reveladas (As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que observemos todas as palavras desta lei. Deuteronômio 29:29).

Basta-nos conhecer a realidade da existência desses inimigos de Deus e inteira possibilidade de vitória sobre eles pelo poder do sangue de Jesus.

Quem são os demônios:

A palavra demônio é de origem grega e significa "falsa deidade" (I Corintios 10:20). Qualquer deidade que não seja o Deus verdadeiro é um espírito que se opõe a Ele, logo é um espírito do mal ou um demônio.

Há só um diabo, que é conhecido por uma variedade de nomes e títulos na Bíblia. O diabo governa sobre todos os outros demônios, que lhe são sujeitos.

Os demônios são seres espirituais, imateriais e invisíveis. Eles têm personalidade (Mateus 12:43), isto é têm vontade própria (Mateus 12:44) e faculdades intelectuais (Mateus 12:45).

Também reconhecem a divindade de Jesus (Marcos 5:9). Eles são inumeráveis (Marcos 5:9).

A natureza deles e identifica a de satanás, o seu príncipe (Mateus 12:24). São imundos (Marcas 5:9) e violentos (Marcos 9:2-5). Assim como Satanás e o pai da mentira, eles também se apresentam como ?espíritos da mentira? (1 Rs 22:21,22) e estão em absoluta oposição a Deus e a sua obra (Efesios 6:12).

Estão tão identificados com Satanás que quando os demônios são expulsos de alguém, diz-se que Satanás foi expulso (Mateus 12:26).

Muitas vezes na Bíblia a palavra "espírito" é usada por demônio, com um descritivo. A Bíblia menciona "espírito do mal" (Atos 19:12-13), "espírito imundo" (Mateus 10:1, Marcos 1:23, 26; Atos 5:16), "espírito de enfermidade" (Lucas 13:11) e "espírito mudo e surdo" (Marcos 9:25).

Alguns demônios possuem o espírito de assassinato, suicídio, medo ou mentira, o que os associa com vários pecados ou atitudes contrários à vontade de Deus.

Os demônios estão organizados militarmente:

Os principes da terra

Alguns demônios são chefes de grandes regiões, ou paises, e por isso são chamados como tendo autoridade sobre esses lugares. Em Daniel 10:13, 21, chamam-se ?o príncipe da Pérsia? e ?o príncipe da Grécia?.

Certamente o diabo tem encarregado demônios graduados para liderar as forças más em cada pais ou região. São os tais que, em Efesios 6:12, são chamados principados.

As hostes da maldade

Os demônios estão organizados em hostes espirituais da maldade (Efesios 6:12) em legiões de demônios (Marcos 5:9, 15). Essa formação tem como seu chefes os ?príncipe das trevas? (Efesios 6;10-12).

A trindade satânica

Na luta final, no tempo da Grande Tribulação, satanás, imitando a Santíssima Trindade, fará a sua própria trindade, da qual ele mesmo será, a besta e o anticristo e o falso profeta (Apocalipse 13:2-13). Porem, quando for estabelecida essa tríade, já estará próximo o fim de seu reinado.