Home Reflita Lençois Sujos!
Lençois Sujos! PDF Imprimir E-mail
Índice do Artigo
Lençois Sujos!
pagina 2
pagina 3
Todas as Páginas

Interessante como a Palavra de Deus diz tanto, de maneira diferente, em épocas distantes, por pessoas diferentes, mas com o mesmo significado. Como se Deus respeitando a cultura e época falasse conforme o que cada um poderia entender.

Daniel começou moço a se relacionar com Deus e de forma difícil para um jovem que tinha uma vida pela frente. Será que os jovens daquela época eram diferentes dos jovens de hoje?

Na época de Daniel o jovem tinha os mesmos anseios, mas com certeza as condições anteriores eram melhores do que as de hoje. A educação era melhor apesar de não ter os recursos de hoje.

Quanto mais temos, menos somos. 

Com toda a tecnologia de hoje os problemas se intensificaram por causa das facilidades.

Daniel começou sua juventude preso, mas hoje, apesar de toda a liberdade que os pais e sociedade dão, os jovens são livres?

O jovem Daniel, levado preso à Babilônia, no terceiro ano de Jeoaquim, mais conhecido como o profeta do cativeiro, tem na sua pior condição as revelações mais importantes de Deus para a vinda do Senhor, à ressurreição e aos juízos. Daniel se ocupava em servir à vontade de Deus e não à vontade própria, que é o que podemos identificar perfeitamente e claramente nos jovens de hoje.

O pior que a participação maior deste acontecimento comportamental tem quase que 90% de influencia, sejam por atitudes ou palavras dos pais. Quando não a religiosidade dos pais acaba por afundar a vontade do jovem de servir a Deus. Uma grande confusão de liberdade e libertinagem se comprova hoje no meio cristão. Isso demonstra que os adultos de hoje passaram seus cativeiros adiante como herança.

Fora isso, a mídia sufocadora com a tecnologia eletrônica possibilitando as redes sociais exige que o jovem tome uma postura totalmente diferente da bíblia. Não digo que isto é ruim, mas digo que é usado de forma ruim. O que pode ser usado para o bem passa a ser usado muito mais para o mal que é exteriorizado pelo aprisionamento interior do indivíduo.

João 8:32 diz:  “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Mas o que se considera como verdade hoje?

A Palavra de Deus que não é, pois se assim fosse considerada seria seguida, mas o que mais vemos é a verdade individual de cada um se manifestando como única a ser seguida. Queremos que Jesus nos liberte sem que isso interfira no que queremos manter... Mais ou menos por ai entende-se que quero ser snato sem abandonar os meus pecados de estimação. O Cativeiro de Daniel não era interior e sim exterior e como o que contamina não é o que vem de fora, Daniel manteve seu relacionamento com Deus perfeito até o ultimo sopro de sua vida. Hoje fica claro e evidente que o cativeiro não é exterior, mas interior e a esse tipo de prisão só  Deus pode fazer algo , através da Palavra e como a Palavra não vale mais nada para muitos hoje, arriscaria dizer que o Lençol vive Sujo, ou seja as pessoas dormem com seus pecados e rebeliões contra Deus e levantam dizendo, bom dia  Espirito Santo.

Retidão não é mais virtude e sim imposição pastoral.

Por sua vez o que dizer de líderes que aceitam qualquer pessoa como membros de sua igreja sem investigar o porque saíram da anterior. Mesmo porque seria o caminho mais fácil para tentar concertar o que ainda anda estragado, mas em nome do “Templo Cheio” admitem seus membros e ainda lhe profetizam dias melhores contra um inimigo que é transportado de porta em porta, de templo em templo.

Se o Espírito Santo fosse fulminar pessoas mentirosas como fez com Ananias e Safira eu diria que templos enormes e cheios seriam extintos de bairros, mas como o que ficará é o juízo para o tempo que se aproxima, vamos esperar para ver quem sobra..., ou seja, para ver quem sobe! Leia e entenda,

Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias. (Dn 12:13)

Deus diz para Daniel que valeu a pena servir como serviu, pois o seu galardão estaria separado, porque foi conquistado com um coração verdadeiro e humilde diante dEle. Daniel mantinha seus lençóis limpos. Deus aprovava seu sono.