Home Reflita Um Circo...no mal sentido!
Um Circo...no mal sentido! Imprimir E-mail

E o Palhaço...quem é, quem é, quem éeeeee?

Lembro-me de quando eu era pequeno e o circo chegava a cidade e começava a montagem de sua tenda.Os anuncios no alto-falante do carro envolvia o bairro. Ficávamos ansiosos para poder comprar as entradas para o grande espetáculo. Era emocionante, toda cidade ficava na expectativa do grande dia onde malabaristas, mágicos, palhaços, engolidores de espada e fogo, enfim, os artistas circenses iriam brilhar nas luzes e efeitos especiais do grande show.

Das cordas que sustentavam a grande lona  ao banco , a distância , parecia grande demais , não chegava, parecia um caminho longo e demaisiadamente demorado, mas era por causa da grande expectativa de ver o movimento dos animais e artistas no grande desfile de abertura da temporada em nossa cidade ou bairro. Os tempos mudaram, os circos foram perdendo espaço para os modernos mega shows cheios de atrações e muito conhecidos pelo desempenho malabarista regado por efeitos especiais altamente tecnológicos e de ultima geração. A televisão tomou o espaço do banco de madeira e da lona armada no terreno. O espetáculo ganhou uma nova forma , mas,  continua sendo um grande espetáculo.

Eu sou um apaixonado pelo trabalho do circense seja do antigo ao mais moderno, pois são artistas altamente capazes e fiéis ao seu trabalho. São pessoas que colocam um coração inteiro no que fazem e alem disso levam diversão a todos os que assistem e a evidência de tudo isso é a expressão alegre de satisfação de quem assiste seus shows. E os palhaços então, são a alegria da criançada e de adultos. Se rir faz bem para os músculos da face eles são responsáveis por nossa juventude facial e lembrando que, muitas vezes , estes promotores de risos as vezes estão tristes, mas, nunca deixam de cumprir o seu trabalho.

 

Amigos circenses vocês são demais e Deus seja louvado pela vida de vocês, profissionais da alegria, reis da arte.  Seja debaixo da antiga lona ou na televisão, vocês sempre terão o respeito e atenção do povo.

Agora quero mencionar uma classe de artistas do qual eu tenho um profundo desprezo. Quero mencionar um palco do qual não há luz e nem sequer alegria e as ações são desastrosas. Não gera expectativa nenhuma. Quero é fugir da presença destes artistas sem graça alguma e que merecem o desprezo total do povo. Artistas que tem formado seguidores identificados, pois há duas classes de pessoas no mundo:

As que sabem apreciar um bom trabalho e as que apreciam coisas mal feitas.

As que valorizam e as que não dão valor a nada.

As que têm sentimentos e as que são duras de coração.

As que choram por outros e as que choram de rir dos outros.

As que amam as pessoas e as que amam  o dinheiro.

As que não se vendem e as que por qualquer preço se dão.

Por causa da segunda classe de pessoas é que estes artistas do mal tem se multiplicado, porque elas valorizam seus mal feitos, porque elas gostam destas coisas erradas.

Esta segunda classe de pessoas alimentam estes artistas do pesadelo, do erro, da indiferença e da desgraça. Alimentam seu ego pensando levar vantagem sobre as outras e ser superiores aos outros. Querem os aplausos.

Quero mencionar uma classe de artistas e seguidores de suas proezas que estão fazendo de Jesus Cristo um grande palhaço e de sua igreja um grande palco onde os que compram bilhetes para assistir seus shows são as pessoas que não dão valor a nada, duras de coração, escarnecedores, amantes do dinheiro e avarentos, que poderiam vender a própria alma em nome da prosperidade. Não valorizam o bom trabalho e a verdade, mas, antes preferem a mentira sem se importar com o bom nome de Cristo e enriquecem seu interior com a soberba. Sentado na primeira fila e com entrada franca estão o diabo e seus anjos caídos adorando e se divertindo com tudo isso.

Os chamados de “cristãos” que de Cristo, nem a unha podem dizer que tem!

São perfeitos artistas e enganadores (do mal), ao contrário, dos que citei acima, envergonhando o trabalho deles por assim serem chamados. Como a sustentabilidade de qualquer  vício ou dependência , depende de seus consumidores, estes não são extintos e se multiplicam porque existe um povo que alimenta o ego deles consumindo o seu veneno. Pagam um preço alto na bilheteria de seus templos luxuosos. Mesmo sabendo que serão mortos por seu veneno estes consumidores preferem esconder seus erros apoiando as práticas destes enganadores.

Para acabar com a força destes “artistas” seria somente não comprar o ingresso para assistir seus “shows evangélicos”  que não tem nada a ver com os Cristãos de Verdade que procuram atender os ensinamentos de seu Cristo.

A igreja não está falida, nem Jesus está fracassado, porque o que se vê e se ouve por ai, nas mãos e boca “destes artistas”, não é a expressão da Igreja de Cristo onde as portas do inferno não prevalecem contra ela. Apesar de poucos, mas,  ainda há um remanescente que adora Cristo, Jesus, em espírito e verdade.

Quanto você pretende pagar por isso? Quanto vale a morte de Cristo?Algumas moedas?

Quanto a estes "artistas" que mencionei, digo:

Mercenários e lobos, homens cheios de humanidade, vergonha da raça humana, usando o nome de Deus e a Igreja para adquirir status e dinheiro,  pisando nos pequenos e pobres de espírito, seguem na sua sujeira como se nada estivesse errado! Amantes da iniquidade, qual será a sua recompensa?Usam meios radiofonicos e televisivos para fazer as suas palhaçadas e dizem ser mensageiros de Deus. São na verdade os profetas da nova era isso sim!  Vestidos de santidade cheiram podre! São matadores de esperança e roubadores da verdade, mas não ficarão impunes!

Nós sabemos qual é o galardão dos impuros e falsos mestres, falsos doutores e profetas, que não entram no céu e não deixam os outros entrarem (seus seguidores). Agora usam de todo veículo para escarnecer o que Deus empenhou a santidade.Não eu , mas o Senhor os repreenda, porque a mim não me foi dado o direito de julgar, mas que este é um show do qual eu você sabemos sabemos muito bem o final!

Pv 1: 22 Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento? 

Pv 1: 23 Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras. 

Pv 1: 24 Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção, 

Pv 1: 25 Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, 

Pv 1: 26 Também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor. 

Pv 1: 27 Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia. 

Pv 1: 28 Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão. 

Pv 1: 29 Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do SENHOR!

Eu  e você meu irmão, sérios, desejosos do reino e da Justiça de Deus, prossigamos em conhecê-lo até que Ele ponha fim em toda esta sujeira.

(Os 6:3) Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.

(HC 3:18) Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação.

Valorize cada momento na presença do teu Deus e não se incomode com o que rodeia a Igreja, porque tudo isso é só barulho do inimigo do Senhor que CEDO VEM!

 

Beijo no coração.

Pr.Luciano Ferri