Home Reflita Como anda seu coração?
Como anda seu coração? PDF Imprimir E-mail

                                Pedro Paulo Pereira , pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais.... Porém, pediu para
Posteriormente, partiu para Pirapora.... Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Pastor Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pintar só o que queria.
Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para o papai para permanecer praticando pinturas, preferindo partir para Paris.

Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, ...e ai vai!

Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência sua caro leitor!

Será que sua oração esta assim?

Repetitiva como este exemplo cheio de "p"s?

O que eu quiz colocar aqui é que muitas vezes não percebemos que ao orar somos repetitivos demasiadamente e nossas orações ficam pesadas, sem fundamento e valor.

Uma frieza total ao orar e porque?

Não seria porque nós estamos ficando acomodados? Cade o fogo que tínhamos no inicio de nossa conversão? Cade a esperança que carregávamos no coração e ainda  refletíamos aos nossos irmãos e companheiros de Igreja. Será que estamos nos conformando com este mundo?

Um grande sinal de tudo isto é a igreja vazia e se cheia uma quantidade enorme de pessoas dispersas na Palavra e preocupadas com o término do culto.

Repare na sua igreja:

O culto antes de iniciar...um movimento incrivel de pessoas sorridentes de um lado para o outro.

O Culto iniciado...um movimento intenso de pessoas levantando e sentando com irmãos queridos.

Abertura...pessoas dispersas e sorridentes olhando para um lado e para outro.

Louvores....Pessoas levantando as mãos, dançando, aplaudindo, cantando, mandando beijos,enfim, uma alegria total e isso se o louvor tiver lampadas coloridas, fumaça e um imenso grupo com letras da moda, porque se for um coralzinho qualquer, ou uma irmanzinha qualquer...

Oração...Pessoas levantando as mãos de olhos abertos sem uma palavra se quer, ou se abrir a boca é para dizer amém!

Palavra...aqui o negócio pega!

Se for uma exortação viva de um Deus vivo...haja expressão de derrota e bocas abertas bocejando, sem falar nos dorminhocos apagados e as vezes caindo de lado...e os que ficam com incontinencia urinaria então! O mais interessante neste momento é que quando a Palavra faz uma colocação à Santificação, Arrependimento, Compromisso...etc, as pessoas viram do lado como se não fossem com elas e sim com o seu irmão do lado.