Home Estudos Bíblicos Evangelho Imparcial
Evangelho Imparcial Imprimir E-mail

2 Timóteo 4:3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; 4 E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.

Paulo vaticinou nessas palavras um futuro povo elitizado, que selecionaria o que pretendia ou desejaria ouvir, a sã doutrina seria substituída por palavras proferidas por doutores (Teólogos, PhDs) isso por conta das próprias concupiscências.

Sabemos muitos bem que ele não estava condenando o saber, a idoneidade dessas pessoas cultas, porque ele mesmo fez referencia o ministério de doutorado, é possível conciliar o doutorado com a graça, é possível ser doutor cheio do Espírito Santo, falando o evangelho puro. O doutorado é um dos ministérios prometido por Deus ( Ef 4:11).
Ser um doutor dentro dos padrões divinos, da ética cristão não é tão fácil. O texto diz que?
Amontoarão? .
Seria muitos doutores elegidos para contar fábulas a bel prazeres dessa classe; específicos, com mensagens especificas para os rebeldes.
Paulo fazia referência ao modo mórbido, divorciado da verdade, sem expressão espiritual. Mensagens que acariciaria o ego , massagearia a alma de tais pessoas , que não suportava ouvir as sãs doutrinas as verdades contida no Evangelho.
Não generalizando, parece que nos dias atuais vivemos dentro deste contexto, as mensagens que agrada o povo sãs as beatitudes venham a nós. Vosso reino e compromisso, da comichão nos ouvidos.
Paulo queria que Timóteo pregasse um evangelho completo imparcial
2 Tm 4: Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redargues, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Istes - pedir com encarecimento, insistir?
Fazer o povo entender as verdades, prevenir o povo contra possíveis investidas do adversário.

Redargues:

Recalcitrar, replicar a quem argüiu?   Defender a causa do evangelho.


Repreendas :

admoestar energicamente; argüir; censurar?   Não condizer com erros.

Exortes :

animar, encorajar com palavras; advertir; admoestar; persuadir; aconselhar?

 

Estar na linha de frente instigando o povo a marcharem. Longaminidade - firmeza de ânimo; coragem; resignação; magnanimidade. Doutrina - conjunto de princípios básicos, fundamentais, de um sistema religioso, norma, regra, preceito.

O evangelho verdadeiro tem esse roteiro a cumprir, esse conjunto de obrigações para serem realizadas a tempo e fora de tempo. Tudo isso tem sido desprezado, o que vemos é embustes de longaminidade promovendo um evangelho desejável aos ouvidos dos que não suportam ouvir verdades, das sãs doutrinas.
Técnicas de vendas, Encenações, técnicas de teatro e em muitos casos magia, para enrolar o povo nessa onda.
Segundo o texto os próprios ouvintes selecionariam o que desejavam ouvir. Mas existem muitos outros que desejam ouvir as santas doutrinas e não estão conseguindo encontrá-la, estão presos, confinados nas tradições em fábulas.

Vivendo no campo, vemos algumas experiências nessa área.

Ouvindo uma história dessas...

Ocasião meu pai estava na porta de casa conversando com um agregado, escutou um pintainho piando incessantemente em volta de uma moita de ramos, correndo meio de banda na ânsia de escapar, relutava, mas não conseguia , foram investigar, tinha uma enorme cobra que o atraia.
Ela estava enrolada com a cabeça acima de seu corpo direcionada ao filhote de galinha, muitas pessoas estão nessa situação, atraídos pelos demônios, não consegue desvencilhar do poder satânico, furar o cerco da tentação, por isso o evangelho não pode ser um complô, uma farsa, deve ser verdadeiro, sem contradições.


Poderia dizer que hoje muitos  dentro de algumas "igrejas" estão encurralados por encantamento de cobras, prontas para se alimentar de suas fraquesas!

Se observarmos as pregações de João Batista, Jesus, Pedro, Estevão e Paulo, concluiremos que eles não alisavam , rasgavam o verbo com vontade, falava o que deveria ser dito, e em muitas ocasiões eram punidos.

João chamava seus ouvintes de raça de víboras, repreendeu Herodes e Herodias pela vida incestuosa de ambos. Jesus chamou Herodes de raposa, num discurso proferido quem tinha comichão nos ouvidos e selecionava o que pretendia ouvir afastaram todos, Pedro disse que eram palavras de vida eternas, mas ninguém queria saber de vida eterna, desejavam era bens, pão cotidiano. Hoje temos uma classe que busca só prosperidade.
Pedro lançou nos rostos dos Judeus a culpa da morte de Jesus, Estevão fez o mesmo, Paulo, inflamou o povo de Antioquia da Pisídia , com o mesmo discurso com o evangelho verdadeiro( At. 13:24 ) .

O evangelho deve ser pregado sem segundas intenções, sem parcialidades e o público ouvinte é que se adaptará nesta verdade:

Ou acata as verdades das sã doutrina ou procuram seus doutores, seus eruditos, charlatões, hipócritas, especialistas em heresias, aliciadores dos filhos do inferno.
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas!

Pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Mateus 23:15

 

Perguntas para pensar:

E nós como vamos conduzir a igreja?
Para nós a Santidade é importante ou necessária?
Como levaremos este nome sem defender o que ele é?
O que é mais sério na Igreja?
Queremos realmente ser a igreja ou apenas ir a uma igreja?
Queremos pregar um Evangelho imparcial?
Queremos que Deus se agrade de nós?
Queremos ser amados por homens ou amados por Deus?
O que vale para mim será o mesmo que vale para Deus?
Pense muito nisto....um beijo no coração!

Pr. Luciano