Home Departamentos Música Tudo que você precisa saber sobre o Louvor
Tudo que você precisa saber sobre o Louvor PDF Imprimir E-mail

Tudo que você precisa saber sobre o Louvor

MINISTÉRIO DE MÚSICA DESDE O ANTIGO TESTAMENTO

No Livro de Números, um dos livros que compõe o Pentateuco (Livros das Leis), no Capítulo 8, trata dos cuidados com este ministério específico.

Antes de falarmos sobre isto, vamos entender o que é ser MINISTRO. A responsabilidade que tem um Ministro das Comunicações, da Educação, dos Esportes e outros, o Ministro de Música também tem, e mais, pois este não é Ministro de um Governo humano e sim Celestial.

 

O termo Ministro tem um significado dos tempos Vickings um tanto quanto duro, onde um prisioneiro de guerra era levado para galera do navio e escravizado, tendo que trabalhar forçado como remadores dos grandes navegadores Vickings, sem ter direito de irem a uma latrina, fazendo assim um sobre os outros suas necessidades fisiológicas e os soldados Vickings, ainda jogavam restos de comida sobre eles, conforme desenho abaixo.

 

 

IDADE PARA O MINISTÉRIO: Todos eram escolhidos a partir de um mês de idade (Nm.3.15,22,28,34) e começavam a exercer suas funções com 20 (vinte) anos de idade (I Crôn.23.24,27/ 31.17) pois atingiam a maioridade com mais de 20 (vinte) anos (Nm.1.3) os que trabalhavam na Tenda tinham 25 (vinte e cinco) anos de idade (Nm.8.24). Quando completavam 30 (trinta) anos de idade estavam aptos a serem sacerdotes (I Crôn.23.3,4/ Nm.4.3,23,30,35,39,43,47) e com 50 (cinquenta) anos de idade eram Jubilados trabalhando como ancião (conselheiro dos mancebos), (Nm.8.25,26/ 4.3,23,30,35,39,43,47).

 

CONSAGRAÇÃO DOS LEVITAS: Ao receberem o chamado eles passavam por um rito de purificação conforme Nm.8:6. Os versos seguintes (vs.7,8) descrevem como isso era feito; com água da expiação, raspavam todo o corpo, lavavam as vestes e ofereciam oferta para purificação do pecado. Eram consagrados públicamente (v.9), com imposição de mãos (v.10) dos sacerdotes e em seguida, levantavam um clamor intercessório em favor dos Levitas (v.11). O rito de oferta de sacrifício para remissão dos pecados tinha que ser apresentado um novilho sem mancha, sem rugas, sem defeitos (Nm.29.20,26,29,32,36) com um ano de idade onde em símbolo de transferência do pecado o levita colocava suas mãos sobre o novilho e imolava-o para que houvesse o derramamento de sangue, pois sem derramamento de sangue não poderia considerar-se aceito o sacrifício (maiores detalhes Nm. Cap.19 e Lv.9), em seguida os Sacerdotes apresentavam os levitas a Deus como Servos, prontos para o serviço no Tabernáculo, na Tenda, na Casa de Deus. (v.11,12). Estes levitas tornavam-se exclusivos de Deus (v.14), estando aptos para os serviços depois de preparados (v.15), tornando-se todos como primogênitos do Pai (v.16-18), Ministros de Deus (v.19). “Eu mesmo tomei vossos irmãos, os levitas, do meio dos filhos de Israel como dádiva a vós, dedicada ao Senhor para fazer o serviço da tenda da congregação.”(Nm.18.6)

 

CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES: (Êx. 29)

 

OS LEVITAS E SACERDOTES TINHAM QUE USAR VESTIMENTAS EXCLUSIVAS PARA MINISTRAÇÃO: ( I Crôn.15.27/ II Crôn.5.12/ Êx.39, 28)

 

POSIÇÃO ESPECÍFICA DOS MÚSICOS NO ALTAR: (II Crôn.5.12) Oriente do Altar.

 

FUNÇÕES ESPECÍFICAS NO MINISTÉRIO DE MÚSICA:

Nm. 8.26

Nm. 4

I Crôn. 9.33

I Crôn.15.21 - Dirigente de Louvor (II Crôn. 23.13)

. 22 - Líder períto no canto

25.7 - Eram instruídos em cantar ao Senhor (II Crôn.15.7)

26.20,24 - Tesoureiro

 

FUNÇÃO DO LOUVOR:

I Crôn.16.4 - Levitas ministros (Petição, Louvor, Exaltação)

I Crôn.25.1 - Profético

II Crôn. 20.14,22,24 (Arma de Guerra) Jz.7.22

Josué 6.5,20 (Derruba muralhas)

Nm.10.9 - Louvar nas Lutas e dificuldades

Nm.10.10 - Louvar nas Solenidades

II Crôn.5.12-14 - Louvar atrai a Glória de Deus

Ninguém que possuísse defeito ofereceria sacrifício de Louvor. (Lv.21.18-20/Mt.5.23-25). I Crôn.23.30/II Crôn.5.12,14 de que forma ministrar.

 

LOUVOR NA PRAÇA: II Crôn. 29.4

 

ESCALA DE LOUVOR:

II Crôn. 31.2/Nm. 4.19b

”Devemos manter uma dieta basicamente protéicas, para dar força e vigor ao tônus muscular. A produção da voz é um processo de alto gasto energético, sendo que os cantores líricos chegam a perder um quilo após um concerto.

Quando ingerimos alimentos pesados, todo o processo digestivo entra em ação, prejudicando assim a função vocal.

Alimentos leves, verduras e frutas bem mastigadas relaxam a musculatura, melhorando a dicção e dando a sensação de leveza ao corpo.

Antes do uso intensivo da voz, seja para cantar ou para palestras é bom evitar chocolate, leite e derivados antes, pois estes alimentos aumentam a secreção do muco no trato vocal, prejudicando a ressonância e produzindo o pigarro. É bom também evitar bebidas gasosas, pois favorecem a flatulência (distensão gástrica ou intestinal por gases), prejudicando o controle da voz. Alimentos e bebidas geladas provocam choque térmico causando uma descarga imediata de muco (suco digestivo) e edema (ferida, contração muscular) das pregas vocais.

Evitar: Pigarrear ou raspar a garganta, tossir e realizar competição sonora, cochichar ou falar sussurrado. Estes três últimos exigem maior esforço que o necessário para produção da voz, provocando edema nas pregas vocais.

Balas, pastilhas e “sprays” locais acabam por mascarar a dor do esforço vocal, prejudicando mais ainda o estado das mucosas, sem falar que falar ou cantar com bala na boca ou pastilha, produz muita saliva, prejudicando a voz.

São indicados, maçã, que por sua propriedade adstrigente auxilia a limpeza da boca e da faringe, favorecendo uma voz com melhor ressonância, sucos cítricos, particularmente os de laranja e limão, que auxiliam a absorção do excesso de secreção (saliva). Goles de água fresca, em temperatura ambiente, também são recomendados quando se sentir a garganta seca. Lubrificação é essencial para uma boa voz. Aconselha-se que utilizem roupas leves e folgadas, para que se tenha movimentação livre do corpo. Não usar golas, gravatas, colares e lenços no pescoço apertando a laringe com as pregas vocais, nem cintos, cintas elásticas e faixas, que prendam o diafragma, importante para o apoio respiratório da fonação. Sapatos devem ser baixos e de material natural, como couro. Solas de borracha dificultam a descarga elétrica e aumentam a tensão do indivíduo. Saltos altos provocam uma postura tensa a fim de se manter o corpo ereto e, consequentemente, enrijesem a postura corporal.

Ar Condicionado: O resfriamento do ambiente é realizado através da redução da umidade do ar com conseqüente ressecamento do trato vocal, o que induz a uma produção da voz com esforço e tensão. Se o uso do ar condicionado for inevitável, aconselha-se a ingestão constante de água na temperatura ambiente.

Aquecedor: Quanto ao aquecimento no inverno feito por calefação ou estufa, o mecanismo de ressecamento do ar é semelhante, sendo necessária a reposição de líquidos no organísmo. Neste caso pequenos vasilhames ou vasos com água auxiliam na melhoria da umidade relativa do ar.

Esportes: Praticar natação e o caminhar são aconselháveis, já o boxe, tênis, basquete, peso, vôlei, musculação, não pois causam tensão muscular nas regiões do pescoço, costas, ombros e tórax.

Técnicas de massagem e relaxamento podem auxiliar no equilíbrio da musculatura corporal. Imprescindível para uma boa voz.

Alterações hormonais: (Ciclos menstruais, pílulas anticoncepcionais, gravidez e menopausa). A influência dos hormônio na voz pode se apresentar de diversas formas. Distúrbios vocais podem ser observados no período pré-menstrual. Nos primeiros dias da menstruação , durante gestação e mediante o uso de pílulas anticoncepcionais manifestam-se uma discreta rouquidão com voz grossa, ou de simples fadiga vocal. Isto ocorre em conseqüência do inchaço das pregas vocais provocado pela alteração hormonal. Na menopausa, a queda dos hormônio femininos produzirá uma voz mais grave, enquanto que nos homens da terceira idade, ocorrerá um aumento da freqüência da voz, ou seja ela se tornará mais aguda. É bom sempre praticar os cuidados necessários e exercícios afim de sempre se obter uma boa voz.

Indivíduos com alergias como bronquite, asma, rinite e faringite, são mais propícios a desenvolverem problemas na voz. O inchaço das mucosas respiratórias, dificulta a vibração livre das pregas vocais. As principais substâncias alérgenos são poeira, flores, perfumes fortes, inseticidas, bom ar, agasalhos de lã, desinfetante, tintas frescas, animais domésticos, dedetizadores, alguns tipos de cosméticos, ou ainda certos alimentos como, leite e enlatados”.(Centro de Estudo da Voz - Com adaptações).

 

(GÊNESIS 46)

Na época do AT. enquanto não existia o Templo em Jerusalém, próximo a Benjamin conforme mapa acima, eles adoravam a Deus em Tendas. Conforme relato do livro de Números 10, os Levitas caminhavam transportando a Tenda, levando o Palavra de YHVH (JEOVÁ). Depois de construído o Templo continuavam a carregar a Arca, (I Crôn.15.3).

Partiram pela primeira vez do Deserto do SINAI Nm.10.12,13 e tinham uma ordem a ser cumprida, conforme segue abaixo.

Seguiam levando cada um a sua bandeira, representando o seu Exército. Essa era ordem de partida dos filhos de Israel (Ex.Jacó).

1º JUDÁ Nm.10.14

2º ISSACAR Nm.10.15

3º ZEBULOM Nm.10.16

4º GÉRSONITAS E MERARITAS Nm.10.17 INSTRUMENTISTAS E CANTORES I CRÔN.15.17, TRASP.CORTINAS, PORTA DA TENDA, COBERTA E PELES.Nm.4.25/ TÁBUAS E VARAIS, COLUNAS E BASES, ESTACAS, CORDAS E TODO UTENSÍLIOS

5º RÚBEN Nm.10.18

6º SIMEÃO Nm.10.19

7º GADE Nm.10.20

8º COATITAS Nm.10.21 CUIDAR, TRANSP. AS COISAS SANTÍSSIMAS Nm.4.4,15

9º EFRAIM Nm.10.22

10º MANASSES Nm.10.23

11º BENJAMIN Nm.10.24

12º DÃ Nm.10.25

13º ASSER Nm.10.26

14º NAFTALI Nm.10.27

No acampamento Moisés, Arão e seus filhos ficavam na porta do Tabernáculo Nm. 3.38, Merari ao Norte, Nm. 3.35, Gérson ao Oeste, Nm.3.23 e Coate ao Sul, Nm.3.29.

TÉCNICAS VOCAL

 

 

EXERCÍCIOS DE RELAXAMENTO:

 

- Massagear com as pontas dos dedos as fossas nasais e ossos da face e garganta e ouvidos;

- Abrir a boca diversas vezes;

- Fazer exercícios giratórios com a língua;

- Movimente a língua, fora da boca para baixo e para cima;

- Exercitar os ombros um de cada vez e depois os dois em movimento giratório;

- Executar movimento com o pescoço para cima e para baixo forçando o máximo, depois para o lado direito e para o lado esquerdo, em seguida fazer em processo alternativo exercício giratório;

- Executar com os braços exercícios giratório para direita e para esquerda.

- Executar com as pernas exercícios giratório para direita e para esquerda.

- Exercite o movimentar das sobrancelhas para cima;

- Exercite o movimentar da boca com os lábios cerrados como sorriso;

- Feche os olhos e cante a estrofe de uma canção mentalmente;

- Cante com a expressão facial.

 

AQUECIMENTO:

 

- Inspire e expire 5 vezes seguidas;

- Inspire e retenha o ar por 5 segundos e coloque sua mão enfrente a boca numa certa distância e solte o ar por igual;

- Inspire e solte o ar em forma de baforada;

- Inspire e expire lentamente por 20 vezes;

- Inspire e retenha o ar em seus pulmões cerca de 5 segundos e expire soltando o ar com som de “S” e “Z”;

- Faça vibrar a língua “trtrtrtrrtrtr” por 5 segundos e em seguida engula saliva;

- Respiração Cachorrinho cansado;

- Cantar escala usando as vogais uma de cada vez;

 

I – O QUE É MÚSICA ?

 

 

Música é a arte de manifestar os diversos afetos de nossa alma mediante o som, produzindo uma combinação de sons agradáveis aos nossos ouvidos.

Ela se divide em 3 (três) partes: Melodia , Harmonia e Ritmo.

 

Deus criou a música, para o louvor da sua glória. “Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor” (Sl.150).

Nós vemos na bíblia que o melhor músico, foi Davi .(I Sm.16:18-19; II Sm.22:1-2; 6:14-16; Sl.138:1-2)

 

Louvar significa - “magnificar”, “aprovar”, “honrar”, “glorificar”, “oferecer ações de graças”. “elogiar”, “adorar”, “aclamar”. Quando não há sinceridade no louvor, “lisonjear”. O homem que regozija-se em seu coração, profere palavras de louvor. O homem que sente a majestade de Deus expressa isso por meio de sua linguagem, apesar do louvor a Deus ser um dever humano (ver Jó 1:21).

 

 

II – QUEM DEVE LOUVAR

 

 

a) Os Anjos ; Louvor Angelical (Sl.103:20). Embora sendo seres de grande força e inteligência, eles sentem o dever de louvar a Deus. Os Anjos glorificam a Deus, por ocasião do nascimento de Cristo.(Lc.2:13,14); e haverão de louvar ao Cristo triunfante (Ap.5:11,12).

 

b) Na literatura. Os Salmos 113 à 118 são chamados de Salmos de Hallel, por serem salmos de louvor. Estes Salmos mostram-nos que todas as criaturas vivas prestam louvor a Deus.

 

c) Instrumentos Musicais. Os salmos 150:3-5 e 104:33, mostram que é bom os homens usarem instrumentos musicais como uma maneira de ajudar o louvor.

 

d) Nos sacrifícios. Os Israelitas ofereciam louvor, de forma literal, o que os cristãos fazem de maneira figurada (Lv.7:13; Rm.12:21).

 

e) o testemunho é uma forma do crente prestar louvor (Sl.66:16).

f) o louvor público ou particular é uma forma de adoração (Sl.96:3).

 

Louvai a Deus, de quem fluem todas as bênçãos;

Louvai-o todos vós , criaturas da terra;

Louvai-o acima, todas as hostes celestes;

Louvai a Ele: Pai, Filho e Espirito Santo.

 

 

 

** Nós vemos em Is.14:11 que satanás era um músico, e ele conhecia instrumentos de melodias.

 

 

 

III - EXISTE NO CÂNTICO

 

 

a) O testemunho – cântico que mostra o que Jesus faz. (Sl.119:54, Sl.144:9, Sl.149; 1 Cr. 16:23).

 

b) A adoração – Cântico que mostra o que Jesus é. (Ap. 19:4-7; Is.12:2).

c) A adoração – Cântico de expressão de amor a Jesus (Sl.103:1, Sl.118:4; Ap.15:3).

 

 

 

O louvor é prestado a Deus, pelas seguintes razões:

 

 

- Por sua majestade (Sl.96:1,6)

- Por sua glória (Sl.138:5)

- Por suas excelências (Sl.148:13)

- Por sua grandeza (Sl.145:3)

- Por sua bondade (Sl.107:8)

- Por sua misericórdia (Sl.89:1)

- Por sua longanimidade e veracidade (Sl.138:2)

- Por sua salvação (Sl.18:46)

- Por suas maravilhosas obras (Sl.89:5)

- Por suas consolações (Sl.42:5)

- Por seus juízos (Sl.101:1)

- Por seus conselhos eternos (Sl.16:7)

- Porque Ele perdoa o pecador (Sl.103:1-3)

- Por sua proteção (Sl.71:6)

 

 

O louvor, em si mesmo, é um sacrifício que agrada a Deus (Hebreus 13:15).

As ações de graças e o louvor têm um poder santificador (I Tm. 4:4,5 ; I Cor. 10:30,31)

 

A dedicação do indivíduo a Cristo e o abandono do mundo e de seus caminhos, é uma maneira de oferecer louvor a Deus (ver Rm.12:1)

A maneira como uma pessoa vive pode ser uma benção ou uma maldição para outras pessoas. Se for uma benção, então isso se torna um sacrifício vivo e um louvor a Deus.

 

 

- Nossas orações devem incluir o louvor (Fil.4:6)

- O louvor é oferecido a Cristo e é aceito por Ele (Jo.12:13; Hb.13:15)

- Louvar é um privilégio e um dever dos santos (I Pd.2:9)

- O louvor exprime alegria (Tiago 54:13).

 

 

 

 

 

 

IV - LOUVAR A DEUS NA IGREJA

 

 

O louvor a Deus na igreja, quer seja, através da música como cântico, Sl.9:2; 33:2 , é um dos mais importantes assuntos dos mencionados na Bíblia Sagrada.

 

 

I – O louvor tem origem divina – A Bíblia fala sobre o louvor dos anjos em diversas ocasiões;

 

- Louvavam ao Senhor antes da criação (Jó 38:7)

- Tocavam a buzina na manifestação do Senhor no Monte Sinai (Ex.19:19)

- Louvavam a Deus na revelação dada a Isaías (Isaías 6:1-6)

- Um coral de anjos louvava a Deus no nascimento de Jesus (Lc.2:13,14)

- Louvavam a Deus nos céus cantando e tocando (Ap.5:8-12 e 14:2,3)

- Existe música na “casa do Pai” (Lc.15:25)

 

 

II – Todas as coisas criadas inclusive o homem foram colocadas na terra para louvarem ao Senhor – Salmos 148:1-4

 

- O Louvor da natureza: Sl.65:13 ; 69:34 ; 19:1,2 ; Is.44:23

- O Louvor do homem: Sl.95:1-6 ; 96:1

 

 

III- A origem da música na terra

 

A primeira referência de música na terra esta relacionada com Jubal, o sétimo de Adão, através de Caim, Gn.4:21. No hebraico o seu nome significa música.

É interessante observar que Jubal pertencia a linhagem de Caim, que “era do maligno”, (I João 3:12), cuja geração não temia ao Senhor. Isto parece indicar que, desde o princípio, a verdadeira finalidade da música, o louvor a Deus, foi desvirtuado.

Deus deu entendimento ao homem para todas as coisas, tanto com relação a natureza, bem como para as coisas espirituais, (Is.28:24-29 ; Mq.6:8); porém tais coisas acabaram-se, por influência maligna, sendo também utilizadas para o mal.

 

 

V - O LOUVOR A DEUS

 

 

1- Primeira referência - Moisés é a primeira pessoa mencionada na bíblia louvando a Deus, (Ex.15:1). Seu louvor foi tão profundo que até está registrado no céu para ser cantado oportunamente, (Ap.15:3). Isto nos ensina que o verdadeiro louvor não somente chega aos céus, mas também fica ali registrado.

 

2- Miriã e outras mulheres também israelitas louvaram a Deus com tamborins pela vitória contra Faraó (Ex.15:20,21).

 

3- Israel no deserto também cantou ao Senhor (Nm.21:17)

 

4- Davi organizou o ministério do louvor, afim de louvarem ao Senhor com instrumentos e cânticos.(grande coral e orquestra com três regentes, (I Cr.15:16-24 ; 25:1-31). O número de componentes chegou a ser de 4.000 levitas, (I Cr.23:25).

 

5- A letra das músicas eram os salmos.

 

 

OS INSTRUMENTOS CITADOS NA BÍBLIA

 

Buzina e Trombeta (Sl.98:6)

Címbalo (Sl.150:5)

Tamborim (II Sm.6:5)

Lira (Sl.57:8)

Pandeiro e Harpa (II Sm.6:5)

Flauta (Sl.150:4)

Tambor (I Sm.10:5)

Saltério (Sl.108:2)

Pífaro (Is.5:12)

Órgão (Gn.4:21)

Clarim (II Cr. 15:14)

Gaita (I Rs.1:40)

Cítara (I Co.14:7)

 

 

VI - O LEVITA

 

 

O levita tinha a responsabilidade de conduzir a arca da aliança (I Crônicas 15:2), que simbolizava a presença de Deus, como também servir no templo.

Eles eram separados e purificados especialmente para isso. (Números 8:5-7)

 

A presença da música na igreja parece não Ter muita importância, mas se analisar-mos bem, notaremos que Deus ao nomear Lúcifer e ungi-lo para música (Ezequiel 28:14), estava reconhecendo a seriedade deste serviço. Da mesma forma os levitas eram separados para isto.

Devemos tomar o devido cuidado, uma vez que a música dentro da igreja perdeu o seu valor original, que é exclusivamente para louvar a Deus. Nós vemos a mistura da música profana com a música evangélica.

 

Exemplos:

 

- Dança

- Coreografias que façam gestos com o corpo, podendo atrair à cobiça

- Arranjos de músicas mundanas, com letras que falam de Jesus.

 

Obs. Tudo que fazemos para Deus, teve ser inspirado pelo próprio Deus, através do Espirito Santo.

 

 

Será que nos dias de hoje os levitas conseguem trazer a Arca de Deus ? São consagrados, ungidos, separados e purificados ?

 

As nossas músicas tem que Ter vida. Diferente das músicas do mundo que só fala de desgraça, tristezas, desilusões amorosas etc. Precisamos lançar a eles, músicas que mostre o amor, a alegria, a paz que Jesus Cristo oferece, e traze-los à presença Gloriosa de Deus.

 

 

VII - O LOUVOR COM PALMAS

 

 

Salmos 47:1 – “Batei palmas, todos os povos; celebrai a Deus com vozes de júbilo.”

 

As palmas; e como vivas de alegria. As Palmas nos cultos devem ser exclusivamente para louvar ao Senhor pelo Seus feitos.

 

Obs. Em nosso dicionário, a palavra aplaudir significa:

 

a) Festejar

b) Demonstrar aprovação e louvor

c) Ficar satisfeito

 

 

VIII – O LOUVOR COM AS MÃOS LEVANTADAS

 

 

Quando nós levantamos as nossas mãos ao Senhor, na oração, no louvor, nos cânticos, pode-se expressar um ato de liberdade e adoração a Deus.

 

Salmos 134:1,2 – “Erguei as mãos para o santuário e bendizei ao Senhor”.

 

Salmos 63:4 – “Assim cumpre-me bendizer-te enquanto eu viver; em Teu nome, levanto as mãos”.

 

Os lideres (Ministros de Louvor), devem sempre Ter essa iniciativa, porque os membros da igreja na maioria das vezes, não se dão essa liberdade, ou até mesmo não sabem o motivo desse gesto.

O nosso acanhamento muitas vezes, podem impedir a manifestação do Espirito Santo em nós.

 

Salmos 141:2 – “Suba à tua presença a minha oração como incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina”.

 

Salmos 143:6 – “A ti levando as mãos; a minha alma anseia por ti, como terra sedenta”.

 

 

Em Isaías 1:16, Deus fala ao seu povo que ele rejeita as orações porque as mãos são levantadas diante dele com impureza, com sangue, injustiças. Mas, agora, levados os nossos pecados, podemos levantar as mãos ao Senhor.

 

 

IX – LOUVOR COM JÚBILO AO SENHOR

 

 

O SIGNIFICADO DE JÚBILO :

 

a) Alegria excessiva

b) Triunfo

c) Grito de guerra etc.

 

Salmos 27:6 – “No Seu tabernáculo, oferecerei sacrifício de júbilo; cantarei e salmodiarei ao Senhor”.

 

Salmos 35:27 – “Cantem de júbilo e se alegrem os que têm prazer na minha retidão; e digam sempre: Glorificado seja o Senhor...”.

 

Outras referências que falam do louvor com júbilo.

 

1) Salmos 81:1-3

2) Salmos 95:1

3) Salmos 98:4

4) Salmos 107:22

5) Salmos 118:15

6) Salmos 132:16

 

 

X – LOUVOR A DEUS COM DANÇAS

 

 

II Samuel 6:14,15 – “Davi dançava com todas as suas forças diante do Senhor..., com júbilo e ao som de trombetas”.

 

Podemos entender que ele não marcou uns passos, mas era tal o seu regozijo que saltava, pulava, dançava da melhor forma que podia.

 

 

Salmos 150:4 – “Louvai-o com adufes e com danças”.

 

 

Miriã – Dançava depois que o povo passou (atravessou) o mar vermelho. A bíblia nos fala que ela tomou um tamborim, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamborins e com danças. (Êxodo 15:20). Glorificavam a Deus pelo livramento.

 

Nós só não devemos dançar se não houver motivação, como livramentos ou libertação e bênçãos alcançadas. Temos motivo para louvar-mos a Deus porque Ele nos livrou da morte e do mundo.

 

 

XI – A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NO SER HUMANO

 

 

A música pode agir no corpo humano diretamente sobre as células e órgãos, ou indiretamente sobre as emoções, sensações, sentimentos, razão e inteligência.

 

Levando em consideração que o homem é um ser rítmico, porque o sistema nervoso autônomo controla os movimentos involuntários como respiração, batimentos cardíacos, etc., e que a música também tem um elemento denominado ritmo, sabemos então que a música vai influenciar no corpo humano em diversos aspectos como:

 

1 – Acelerando ou diminuindo os batimentos cardíacos,

2 – Relaxando ou irritando os nervos,

3 – Aumentando ou diminuindo a pressão arterial,

4 – Melhorando ou piorando a digestão dos alimentos,

5 – Aumentando ou diminuindo o ritmo da respiração

6 – Atuando nas emoções e desejos do ser humano,

7 – Influenciando o intelecto do ser humano.

 

 

XII – COMO A MÚSICA ENTRA NO CORPO HUMANO

 

 

A música é percebida através do Tálamo, parte do cérebro que recebe o estímulo das emoções, sensações e sentimentos antes de chegar ao Córtex Cerebral, parte do cérebro responsável pela razão e inteligência.

 

Exemplos:

 

1) Nos EUA na sala de recreação de Hospital Psiquiátrico com som ambiente, foram observados alguns pacientes com os seguintes resultados:

 

a) Música Suave – Todos calmos

b) Música com ritmo levemente acelerado – Começaram a ficar irritados

c) Musica barulhenta – Aumentou o número de irrequietos

d) Música Rock – chegaram a agressão

 

2) Psicólogos colocaram ratos em duas caixas idênticas porém, ligada com música de BACH na primeira e música de ROCK na segunda. Os ratos passavam o tempo todo na caixa de BACH, embora as caixas fossem idênticas, exceto a música. Inverteu-se a música, e os ratos trocaram de caixa .